Sanágua Análises químicas e ambientais Sanágua Análises químicas e ambientais

 

Notícias

Inovação e tecnologia ajudam a aprimorar o saneamento básico

sexta, 02 de fevereiro de 2018 às 16h17
Parte dessa inovação vem de dentro das próprias empresas de saneamento, como a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), que criou em 2010 uma Superintendência de Pesquisa, Desenvolvimento Tecnológico, Inovação e Novos Negócios.

Esse setor conta com 23 pessoas, em sua maioria mestres em Engenharia Civil, Mecânica e Sanitária. Em 2016, foram investidos R$ 16 milhões nessa área da companhia. Além disso, um convênio com a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) destinará R$ 50 milhões até 2029 para financiar projetos com universidades e centros de pesquisa.

Os projetos adotados e desenvolvidos pela área, alguns já implementados e outros ainda em fase de protótipo, vão desde biofiltros que reduzem o odor em estações de bombeamento e tratamento de esgoto – usando uma mistura vegetal feita de casca de coco – até um sistema de microfones que identificam vazamentos na rede de água sem a necessidade de deslocar equipes para detectá-los.

A ideia da Sabesp é melhorar processos e acabar com a dependência de fornecedores externos, trazendo tecnologias de fora que, muitas vezes, não atendem às demandas da empresa. “Às vezes é preciso ‘tropicalizar’ as soluções, adequando às nossas necessidades”, diz Fabiana Rorato, gerente de Prospecção Tecnológica e Propriedade Intelectual da empresa.

Fonte: https://www.tratamentodeagua.com.br/tecnologia-saneamento-basico/

 

Veja também